Foi assinado, este domingo, no Mosteiro do Divino Salvador de Moreira, na Maia, o “Memorando de Entendimento para a Promoção, Dinamização e Gestão do Caminho Português da Costa para Santiago”, entre os 10 municípios da região e a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte.

Em pleno dia do apóstolo Santiago Maior em Santiago de Compostela, na Galiza (25 de julho), a Cerimónia de Assinatura, que dá por concluído o Dossier de Candidatura de certificação do Caminho Português da Costa a entregar na Direção Geral do Património Cultural, contou com a presença dos presidentes dos municípios de Caminha, Esposende, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valença, Viana do Castelo, Vila do Conde e Vila Nova de Cerveira.

Em declarações à Lusa, o presidente do Turismo Porto e Norte explicou que a formalização da candidatura de certificação do Caminho Português da Costa “é o fruto de um trabalho que se pretende realizado em conjunto pelas autarquias atravessadas pelo Caminho Português da Costa e pela TPNP, com vista à certificação deste itinerário pela Comissão Nacional de Certificação e para a valorização de um produto turístico fabuloso“.

Luís Pedro Martins explicou que a “certificação implica ter um conjunto de requisitos cumpridos, por ser reavaliada de três em três anos, ao nível da sinalética, pontos de apoio, alojamento, limpeza, segurança”, entre outros. O mesmo “procedimento de certificação está a ser adotado em relação aos Caminhos Central, Minhoto-Ribeiro e o de Torres, dos quais o Turismo do Porto e Norte é a entidade gestora e cujos dossiês estão em fase de conclusão para ainda este ano serem entregues as candidaturas”.

Há ainda um quinto Caminho, o do Interior, cuja certificação caberá à Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago de Compostela.

 190 total de visualizações,  1 total hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *