As duas corporações de Bombeiros e as IPSS que trabalham nas áreas dos idosos e da infância vão receber subsídios extraordinários por parte da Câmara Municipal de Caminha, tendo em conta a pandemia. Estes apoios serão aprovados hoje, em reunião do Executivo, no âmbito de várias iniciativas de reforço das medidas de combate à disseminação da Covid-19, bem como aos seus efeitos económicos e sociais. Os comerciantes dos mercados municipais e da Lota de Vila Praia de Âncora não foram esquecidos e a Câmara vai assumir, durante os seis primeiros meses de 2021, as despesas com a água, saneamento e recolha de resíduos.

Para o Presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, “o esforço tremendo dos nossos Bombeiros e das nossas IPSS merece ser compensado. Sei que a ajuda que damos, não chega para tudo mas contribui na medida da nossa capacidade, juntando-se a todos os apoios que temos podido dar ao longo deste tempo de pandemia. As instituições do concelho têm feito frente a esta doença com total dedicação dos seus trabalhadores e dirigentes e tínhamos que encontrar uma solução que ajudasse a dar liquidez às suas tesourarias. As pessoas estão em primeiro lugar e são muitas as pessoas que sabemos ajudar através destas instituições”.

Aos esforços que, desde o início da pandemia, a Câmara Municipal de Caminha tem vindo a desenvolver apoiando pessoas, empresas e instituições do concelho, muitas delas ainda no terreno, juntam-se assim, a partir de agora, várias outras medidas, designadamente contemplando as IPSS que apoiam a nossa infância e os idosos, seja em regime residencial, seja em sistema de apoio judiciário, os comerciantes dos dois mercados municipais e da Lota de Vila Praia de Âncora e os Bombeiros Voluntários.

Por proposta de Miguel Alves, o Executivo deverá aprovar um subsídio extraordinário para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caminha e Vila Praia de Âncora no valor de € 12.000,00 por corporação. O subsídio visa corresponder à perda de receita de cada uma das instituições pela realização de serviços durante o período de emergência, bem como ao aumento da despesa em virtude da Covid-19.

Deverá ser também aprovado um subsídio extraordinário de € 5.000,00 para as IPSS que apoiam os idosos em regime residencial ou apoio domiciliário, ou seja, Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes, Lar de Santa Rita da Santa Casa da Misericórdia de Caminha, Centro de Bem Estar Social de Seixas, Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora, Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação de Vilarelho, Centro Social e Paroquial de Moledo e Centro Paroquial e Social de Santa Maria de Riba de Âncora, num esforço global de € 35.000,00.

Da mesma forma, deverá ser aprovado um subsídio extraordinário de € 5.000,00 às IPSS que apoiam a infância, ou seja, ao Centro Infantil da Santa Casa da Misericórdia de Caminha, ao Patronato Nossa Senhora da Bonança de Vila Praia de Âncora, à Creche Mundo Colorido do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora e à Creche e Jardim de Infância da Casa do Povo de Lanhelas, num esforço global de € 20.000,00.

Finalmente deverá ser aprovada a comparticipação total do pagamento das faturas de serviço de água e saneamento e isenção do pagamento do serviço de recolha de resíduos urbanos referentes aos primeiros 6 meses do ano de 2021, para os concessionários/comerciantes dos Mercados Municipais de Caminha e Vila Praia de Âncora e da Lota de Vila Praia de Âncora, mediante a apresentação da fatura respetiva. A medida deverá envolver um montante global previsível até € 5.000,00.

 115 total de visualizações,  2 total hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *