A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira acaba de lançar o concurso público para avançar com a beneficiação da rede viária municipal em várias freguesias do concelho, num investimento de 1ME. As propostas devem ser entregues até ao dia 30 de março, de forma a que o início dos trabalhos aconteça durante o mês de abril.

A rede viária continua a ser alvo de atenção e melhoria por parte da autarquia cerveirense que, ao longo dos últimos anos, tem vindo a dar respostas consoante as necessidades que vão surgindo. Mas, com esta empreitada de maior dimensão, a Câmara Municipal vai contribuir para melhorar substancialmente as condições de circulação, de segurança, de acessibilidade e de conforto para a população, em especial para os residentes nos locais previamente identificados, e, consequentemente, com uma interferência positiva na qualidade da vida dos munícipes.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, “o concelho tem de continuar a acompanhar os desafios impostos pela evolução e os benefícios da centralidade estratégica de Porto-Vigo, pelo que a beneficiação e a modernização das vias de comunicação existentes – terrestres (rede viária) e digitais (fibra ótica com cobertura de 98%) – ganha uma importância extrema”. Fernando Nogueira garante que “com esta empreitada concluída, o executivo interveio na melhoria da rede viária municipal de todas as freguesias, dando expressão e honrando mais um compromisso assumido há quatro anos com os Cerveirenses”.

Uma avaliação técnica in loco detetou problemas em vários arrumamentos, provocados pela degradação dos anos volvidos desde a última intervenção e pela constante instalação de infraestruturas. Assim, esta empreitada que abrange sete das 11 freguesias e uniões de freguesias do concelho vai incidir na realização de trabalhos de pavimentação da faixa de rodagem, de drenagens e de colocação de sinalização horizontal, numa intervenção total a rondar os 10 kms.

O destaque vai para a intervenção na EM 516, por se tratar de uma das vias mais importantes da rede viária concelhia, e ainda na antiga EN 302 em Covas, por contemplar a pavimentação, mas também uma qualificação do espaço público através da melhoria das condições de sinalização e segurança, designadamente, construção de passeios e de bermas e ainda através do reforço da sinalização horizontal e vertical. Na antiga EN 302, a solução proposta contempla ainda o enquadramento paisagístico de zonas pontuais.

Concluído todo o processo administrativo, o início dos trabalhos é apontado para abril, com uma execução de quatro meses.

 133 total de visualizações,  1 total hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *