Centrando a sua investigação na área da demografia, com enfoque nos temas da natalidade e da fecundidade, Fernando Pereira Cabodeira, doutorado em Sociologia pela Universidade do Minho e radicado, há vários anos, em Vila Nova de Cerveira, apresenta o livro “DEMOGRAFIA: É Tempo … de dar mais Tempo à Natalidade e aos Fluxos Migratórios”. Trata-se de uma publicação refletiva, analítica e projetiva sobre as questões demográficas na Europa, em Portugal e, especificamente, no Alto Minho, auscultando autarcas e cidadãos.

Com a chancela da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho, e das Edições Afrontamento, a sessão pública de lançamento está agendada para dia 11 de setembro, pelas 18h00, no Jardim do Solar dos Castros, em Vila Nova de Cerveira.

“Será que o Alto Minho é o espelho do país e que o país reflete o Alto Minho?”. Esta questão é o ponto de partida de uma investigação em torno dos desequilíbrios demográficos e das políticas de natalidade e de imigração, como um dos maiores desafios que pairam no mundo, e aos quais a região alto-minhota não passa indiferente, obrigando ao estabelecimento de novas prioridades para a agenda do futuro.

“DEMOGRAFIA: É Tempo … de dar mais Tempo à Natalidade e aos Fluxos Migratórios” está organizada em quatro partes: numa primeira fase, o autor contextualiza a investigação, identificando causas e consequências da atual realidade demográfica em Portugal e procurando soluções que revertam a atual dinâmica regressiva; segue uma análise pormenorizada, através de questionário, às medidas adotadas ou a adotar pelos municípios portugueses como estímulo à natalidade; recorrendo a um estudo de caso, a terceira parte do livro apresenta uma análise da fecundidade no Alto Minho, auscultando os cidadãos sobre as perspetivas e intenções de constituição de família, motivos e condicionantes, fazendo a comparação com o inquérito nacional à fecundidade (2013); e, por fim, os movimentos migratórios erráticos registados devido aos diversos focos de conflito que implicam, na ótica do autor, a necessidade de se pensar na repovoação e na dinamização social pela via da integração social das comunidades que pretendem novas formas de vida, novas necessidades de orientação social e familiar e novos espaços de descoberta, além de se refletir na repovoação pela via da fecundidade.

Fernando Pereira Cabodeira radicado, há vários anos, em Vila Nova de Cerveira, doutorou-se em Sociologia, no ano de 2017, na Universidade do Minho, tendo defendido a tese “Alto Minho: Horizonte 2040 – Prospetiva Demográfica e Social (Que Presente para o Futuro?)”. Atualmente desempenha a atividade de consultor e é investigador do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da UM. Tem publicado, na imprensa, vários artigos de opinião, nomeadamente de âmbito social e político.

 229 total de visualizações,  1 total hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *